domingo, 21 de junho de 2015

Ricardo Boechat chama o Pr. Silas Malafaia de “explorador da fé alheia”



O jornalista da Band acusa os pastores pela violência contra uma menina de 11 anos adepta do candomblé
Enquanto os acusados de atirar uma pedra em uma criança candomblecista não são identificados os evangélicos são apontados como culpados e as críticas recaem sobre os líderes.
Em seu programa de rádio o jornalista Ricardo Boechat não poupou críticas ao pastor Silas Malafaia a quem ele chama de intolerante e charlatão.  Entre palavras impublicáveis, o jornalista da Band afirmou que Malafaia é “um idiota, um paspalhão, um pilantra, tomador de grana de fiel, explorador da fé alheia”.
Em outro programa Boechat já havia falado contra o presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e Malafaia usou o Twitter para contestá-lo.
“Eu não vou te dar palanque porque tu é um otário, tu é um paspalhão. O que eu falei e repito, e não vou partir pra debate com você porque não vou te dar confiança, é o seguinte. Que é no âmbito de igrejas neopentecostais que estão acontecendo atos de incitação à intolerância religiosa, mais do que em outros ambientes”, disse o jornalista.
Malafaia retrucou as acusações e pediu para que Boechat prove que ele engana fiéis e enriquece de forma ilícita.
“Respondi ao jornalista Boechat, porque em seu programa de rádio, ele disse que pastores evangélicos incitam a intolerância e falou de maneira geral. Vou dar a oportunidade de ele provar na justiça o que falou a meu respeito, porque falar no microfone é mole”, escreveu o pastor no Facebook.
O caso de intolerância religiosa protagonizado pela garota de 11 anos que foi apedrejada gerou revolta até mesmo entre os evangélicos que não são a favor da violência. Mas Malafaia levantou uma informação até hoje não comentada pelos veículos de informação.  “O que o estúpido Boechat não sabe é que a mãe da menina que foi apedrejada frequenta nossa igreja. Perguntem para ela se nós incitamos a intolerância”.
Ao que parece o debate entre Ricardo Boechat e Malafaia vai se prolongar, o religioso gravou um vídeo respondendo as acusações do jornalista.

Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 9 de junho de 2015

Ativistas gays invadem site do Pastor Marco Feliciano




Neste domingo (7) o site do pastor Marco Feliciano, deputado federal pelo Partido Social Cristão de São Paulo, foi invadido por ativistas gays. Na página inicial do site foi colocado uma imagem com as cores do arco-íris, símbolo do movimento gay, e uma mensagem contra ele.
Ao abrir o site, a paródia da música “I will survive” era executada e o logotipo das lojas “O Boticário”, exibido. Também uma montagem com imagem representando Jesus publicada no site e o rosto do parlamentar estava em uma das mãos.
O parlamentar virou alvo dos ativistas homossexuais após ter seu nome indicado para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Na época, Feliciano passou a ser perseguido por militantes e chegou a sofrer ameaças.
Marco Feliciano respondeu ao ataque através de sua conta no Twitter, onde afirmou se sentir “honrado” por ter sido escolhido “por essa turma” e disse que os ativistas “destilam ódio e preconceito”.

Fonte: Gospel Prime
Foto:agencia câmara