segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Serra defende união homossexual. Hipocrisia? Calhordice?




Quero dizer a todos os visitantes que Serra e Dilma não são meus candidatos. A minha candidata foi derrotada no 1º turno (Marina Silva). Coloco esse texto apenas para informação de todos. Leia e depois tire suas próprias conclusões.

Serra defende união homossexual durante a Parada Gay de SP

Governador afirma que projeto que vai propiciar união estável entre pessoas do mesmo sexo "está andando"

Em um encontro com líderes das comunidades homossexuais e com os organizadores da maior manifestação gay do mundo, Serra afirmou que é “propício” à união estável entre pessoas do mesmo sexo e adiantou: “Temos um projeto sobre isso, está realmente andando porque o apoiamos”.

Os ativistas pediram ao político do PSDB um respaldo para que o Senado aprove a lei que tipifica a homofobia como crime e que já foi aprovada em primeira instância pela Câmara dos Deputados.

Alguns senadores fazem objeções aos artigos que proíbem pastores, sacerdotes e líderes religiosos a condenar o homossexualismo em programas de rádio e televisão, além da normativa judicial contra a discriminação homossexual em manifestações públicas.

A organização do evento previa a participação de 3,5 milhões de pessoas, mas fontes da Polícia Militar (PM) indicaram extraoficialmente que o número chegou a cerca de três milhões de pessoas.

A caminhada começou na Avenida Paulista em frente ao Museu de Artes de São Paulo (Masp) e terminou na praça Roosevelt com um ato que terminou oito horas depois do grande desfile, o qual contou com 20 trios elétricos e milhares de pessoas, em sua maioria disfarçadas.

A parada necessitou de resguardo terrestre e aéreo de 1.200 policiais, 900 banheiros públicos, 140 postos de primeiros socorros e 16 ambulâncias.

A cidade recebeu no fim de semana cerca de 400 mil turistas, 5% deles estrangeiros, e que deixaram para os cofres do setor cerca de R$ 200 milhões, segundo dados da SPTuris.

O tema da edição deste ano foi “Sem Homofobia, Mais Cidadania Pela Isonomia dos Direitos!” e homenageou os 30 anos do movimento homossexual no Brasil, que já ganhou o reconhecimento patrimonial e direitos de previdência social para cônjuges do mesmo sexo, entre outras reivindicações.

Fonte: conversaafiada.com.br
Fonte:pastorflavioconstantino.blogspot.com

Um comentário:

Eliane Jany Barbanti disse...

Obrigada por seguir o blog Louvor a Deus.
Paz e graça com o Senhor abundantemente!!
Beijos no corção.
Eliane